Roberto Amaral participa de posse presidencial em El Salvador

RA no MéxicoRoberto Amaral, Vice-Presidente Nacional e Coordenador de Relações Internacionais do PSB, participou, no último dia 1º de junho, da posse de Salvador Sánchez Cerén, da Frente Farabundo Martí para a Libertação Nacional (FMLN), na presidência de El Salvador.

A abertura da cerimônia foi realizada pelo presidente da Assembleia Constituinte, Sigfrido Reyes, que lembrou que aquele se tratava do 5º evento de posse em tempos de paz, o que foi possível apenas por meio da decisão inequívoca do povo hondurenho que, por tanto tempo, ansiou pela democracia e pelo respeito aos direitos humanos.

Em tom conciliador, Sánchez Cerén recebeu a faixa presidencial comprometendo-se a realizar um governo digno, honrado e voltado para todos os salvadorenhos. Para o ex-guerrilheiro que lutou contra as ditaduras que se instalaram em seu país, a participação cidadã e o compromisso com a justiça social pautarão as políticas de seu governo e garantirão que não haverá retrocesso nas conquistas.

Em cerimônia que contou com a participação de cerca de 6 mil pessoas, dentre elas 600 convidados internacionais, estiveram presentes os chefes de estado da Bolívia, Costa Rica, Equador, Guatemala e República Dominicana, além de altos representantes da Argélia, Argentina, Cuba, Chile, Venezuela, Espanha, Nicarágua, dentre outros.
Salvador Sánchez Cerén

Salvador Sánchez Cerén

Nascido em 18 de junho de 1944, em família de origem humilde, Salvador Sánchez Cerén se formou e passou a lecionar aos 19 anos de idade.

Nos anos 70, integrou-se à guerrilha das Forças Populares de Libertação que, na década de 80, criaria, junto a outras quatro organizações, a FMLN.

Membro do comando geral da FMLN, Sánchez Cerén foi um dos responsáveis pela celebração dos Acordos de Paz com a Aliança Republicana Nacionalista (Arena), que colocaram fim a 12 anos de uma guerra civil que devastou o país e matou mais de 70 mil pessoas.

Em 2008, foi eleito deputado e, um ano depois, vice-presidente da república. Durante o governo de Maurício Funes, seu antecessor, foi também Ministro da Educação.

Primeiro ex-guerrilheiro a ocupar a cadeira presidencial em El Salvador, Salvador Sanchéz Cerén governará por um período de cinco anos (2014-2019), sob a promessa de realizar importantes reformas sociais, com destaque para a educação.

// // // // Visitantes Únicos: