Lista de principais frases do PENSAMENTO DO CAPITAL BOLSONARO

O capitão paraquedista está mal começando, mas já exibe perfil de campeão em produzir barbaridades com a maior sem-cerimônia. Vejam a seguir:
Armas de fogo

“Se eu chegar lá [na Presidência], não vai ter dinheiro pra ONG. Esses inúteis vão ter que trabalhar. Se eu chegar lá, no que depender de mim, todo cidadão vai ter uma arma de fogo dentro de casa. Não vai ter um centímetro demarcado pra reserva indígena ou pra quilombola.”
“Violência se combate com violência.” (20 de março de 2017)

Democracia

“Sou a favor sim de uma ditadura, de um regime de exceção.”

“Através do voto você não vai mudar nada nesse país, nada, absolutamente nada! Só vai mudar, infelizmente, quando, um dia, nós partirmos para uma guerra civil aqui dentro, e fazendo o trabalho que o regime militar não fez. Matando uns 30 mil, começando com o FHC, não deixar pra fora não, matando! Se vai morrer alguns inocentes, tudo bem, tudo quanto é guerra morre inocente.” (23 de maio de 1999)

“Não há menor dúvida [de que fecharia o Congresso]! Daria golpe no mesmo dia! Não funciona! E tenho certeza de que pelo menos 90% da população ia fazer festa, ia bater palma, porque não funciona. O Congresso hoje em dia não serve pra nada, xará, só vota o que o presidente quer. Se ele é a pessoa que decide, que manda, que tripudia em cima do Congresso, dê logo o golpe, parte logo para a ditadura.” (23 de maio de 1999)

“Vamos fuzilar a petralhada toda daqui do Acre… Já que eles gostam tanto da Venezuela, essa turma tem que ir para lá.” (1 de setembro de 2018)

“Maioria é uma coisa, minoria é outra… minoria tem que se calar, se curvar à maioria, acabou…” (11 de fevereiro de 2016)

Estupro

“Eu sou estuprador agora. Jamais iria estuprar você, porque você não merece… vagabunda!” (11 de novembro de 2003)

“Fica aí, Maria do Rosário, fica. Há poucos dias, tu me chamou de estuprador, no Salão Verde, e eu falei que não ia estuprar você porque você não merece. Fica aqui pra ouvir!” (9 de outubro de 2014)

Hitler

“O que você tem que entender é o seguinte: guerra é guerra. Ele foi um grande estrategista.”

Homofobia

“Se um idiota num debate comigo falar sobre misoginia, homofobia, racismo, baitolismo, eu não vou responder sobre isso. Eu não tenho nada a ver com homossexual. Se bigodudo quer dormir com careca, vai ser feliz”

“Não vou combater nem discriminar, mas, se eu vir dois homens se beijando na rua, vou bater.” (19 de maio de 2002)

“Se o filho começa a ficar meio gayzinho, leva um couro, ele muda o comportamento dele.” (17 de outubro de 2010)

“Seria incapaz de amar um filho homossexual. Não vou dar uma de hipócrita aqui: prefiro que um filho meu morra num acidente do que apareça com um bigodudo por aí. Para mim ele vai ter morrido mesmo.

“Se um casal homossexual vier morar do meu lado, isso vai desvalorizar a minha casa! Se eles andarem de mão dada e derem beijinho, desvaloriza.” (7 de junho de 2011)

“Não vão encontrar sossego. E eu tenho imunidade pra falar que sou homofóbico, sim, com muito orgulho.” (5 de junho de 2013)

Machismo

“Foram quatro [filhos] homens. Na quinta eu dei uma fraquejada e veio uma mulher.”

“Já [bati em mulher]. Era garoto na Eldorado, uma menina que forçou a barra pra cima de mim.” (26 de março de 2012)

“Como eu estava solteiro na época, esse dinheiro do auxílio moradia eu usava pra comer gente.” (11 de janeiro de 2018)

Racismo

“Ô, Preta [Gil], eu não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco [do meu filho se apaixonar por uma negra] e meus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambiente como lamentavelmente é o teu.” (28 de março de 2011)

“É um índio que está a soldo aqui em Brasília, veio de avião, vai agora comer uma costelinha de porco, tomar um chope, provavelmente um uísque, e quem sabe telefonar para alguém para a noite sua ser mais agradável. Esse é o índio que vem falar aqui de reserva indígena. Ele devia ir comer um capim ali fora para manter as suas origens.” (14 de maio de 2008)

“Alguém já viu um japonês pedindo esmola por aí? Porque é uma raça que tem vergonha na cara. Não é igual a essa raça que tá aí embaixo, ou como uma minoria que tá ruminando aqui do lado.” (3 de abril de 2017)

“Visitei uma comunidade quilombola. O afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas. Não fazem nada, eu acho que nem pra procriador servem mais” (3 de abril de 2017).

Relações Exteriores

“Uma das últimas leis sancionadas por Dilma foi um Acordo Cultural Brasil-Palestina. No meu entender era para facilitar a entrada do grupo Hamas no Brasil. E eles [palestinos] têm até embaixada aqui. Nunca vi embaixada da Palestina em lugar nenhum do mundo.” (3 de abril de 2017)

“Gosto muito do presidente dos EUA, Donald Trump. Nunca neguei isso. Ou querem que eu admire o Maduro ou o governo cubano, como a esquerda sempre fez? Ele quer a América grande, eu quero o Brasil grande também.” (23 de março de 2018)

“Os israelenses querem colaborar conosco. Eles confiam em mim e eu confio neles.” (3 de abril de 2017)

“Dilma tomava decisões de Estado, dentro do Palácio do Planalto, ouvindo as Inteligências de Cuba e da Venezuela”.

Relações trabalhistas

“Eu sou um liberal, se eu quero empregar na minha empresa você ganhando R$ 2 mil por mês e a Dona Maria ganhando R$ 1,5 mil, se a Dona Maria não quiser ganhar isso, que procure outro emprego! O patrão sou eu.” (9 de dezembro de 2014)

Tortura

“Pau-de-arara funciona. Eu sou favorável à tortura, tu sabe disso. E o povo é favorável também.” (23 de maio de 1999)

Zoofilia

“Atrás de galinha no galinheiro, todo mundo ia na minha cidade. Alguns mais malandros iam na bezerrinha, na jumentinha. Era comum. Naquele tempo não tinha mulher como tem hoje em dia. Tinha mulher, mas a mulher não…”

// // // // Visitantes Únicos: