Julgamento do Presidente Lula no TRF 4

Estimados companheiros e companheiras,

Pedimos a atenção de todos/as para ver como convocar reuniões de urgência nos estados e encaminhar mobilizações de solidariedade.

Segundo os advogados que acompanham o caso e a FRENTE BRASIL DE JURISTAS pela Democracia, o julgamento será extremamente rápido.  O Juiz relator (João Pedro Gebran) vai ler o seu voto, e os dois juízes vão dizer se acompanham o relator ou não. O voto do Relator, já se imagina o teor condenatório. Se houver unanimidade nos três juízes, eles podem até aumentar a pena e pedir a prisão imediata. Embora, ainda caibam recursos no STJ e no STF.

1- Diante disso, a FBP do RS se reuniu, e tirou um encaminhamento local:

a) Hoje, 19 de dezembro está sendo realizada uma aula pública com os Juristas pela democracia na frente do TRF-4, quando o tribunal ainda estará em atividade, e pretendem atrair mil militantes.

b) Realização de uma vigília permanente em frente ao Tribunal. Engrossando nos dia 23 e 24 de janeiro.

2- Para reforçar essa mobilização orientamos a FBP a organizar caravanas para Porto Alegre, principalmente os estados mais próximos (Sul e Sudeste) para concentrar em frente ao TRF4 no dia 22 à noite ou no dia 23, até o dia 24 de Janeiro. Em breve vamos enviar mais orientações sobre a chegada e as condições de alojamento, bem como sobre a programação. Contudo, esta será uma batalha decisiva, é fundamental que desde já os estados comecem a mobilizar recursos e militantes para essa atividade.
3 – No dia 11 de janeiro, a Lavagem do Bonfim, em Salvador, será um grande ato em solidariedade ao Lula, articulando no cortejo a presença de lideranças políticas e da militância;
4 – Realizar no dia 13 de janeiro, em todo Brasil, mobilizações preparatórias para a atividade do dia 24 de janeiro em Porto Alegre.

5- Além disso, recomendamos que os coletivos estaduais e municipais realizem reuniões e discutam o que podem fazer nos estados:

a) Sugerimos que façam vigílias, com velas, pressão de massa, entre os dias 22 a 24 de janeiro, prévios ao julgamento, na frente dos Fóruns e órgãos da justiça federal.

b) Podemos fazer aulas publicas de juristas desnudando as mentiras do Moro

c) Podemos editar cartazes, com a foto de Moro, com Aécio e Temer, para demonstrar a promiscuidade e parcialidade dele.

d) O importante é termos mobilização de massa.

6- Em termos de materiais de agitação e propaganda, estamos preparando:

a) Um jornal Brasil de Fato especial, desnudando as mentiras e falsos argumentos do Moro, que será distribuído massivamente no RS e PR.

b) Vamos editar uma cartilha especial, com o depoimento do advogado Tacla Duran na CPI do Senado (ocorrido no dia 30 de novembro), onde ele apresenta provas inequívocas que impõem a suspeição do Juiz Sergio Moro. Esse material é mais para militantes e formadores de opinião, porque o depoimento tem 40 paginas.

c) Os dois materiais estarão disponíveis para reprodução nos estados ainda na primeira semana de janeiro

Pedimos que cada estado, ao decidirem essas agendas informe a secretaria operativa da FBP, e se caso precisarem de deslocamento de Juristas da Frente de Juristas pela democracia, podemos fazer os contatos.

ELEIÇÃO SEM LULA, É FRAUDE!

Secretaria Operativa Frente Brasil Popular

// // // // Visitantes Únicos: